News

Nuances e tons marcam as pinturas de Irene Guerriero

Guerriero, Irene/ AUTVIS
Tão Longe, Tão Perto 2013

 

 


A paisagem ao redor, a natureza e as cores fortes iluminadas pelo sol. Essas são as principais inspirações para as pinturas de Irene Guerriero, associada à AUTVIS. Aos 49 anos de idade, a artista diz acreditar que cada quadro tem um percurso a ser seguido, e, para ela, é essa surpresa que a encanta. “Enquanto misturo as cores eu vou acrescentando novas tonalidades, de uma forma intuitiva. O meu objetivo é encontrar o equilíbrio das obras. A cor não existe sozinha, ela se modifica, dependendo dos tons vizinhos”, afirma.

 


Formada em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado – Faap, a artista pinta desde criança. “Quando eu tinha sete anos eu gostava muito de desenhar. Então, minha irmã mais velha convenceu minha mãe a me colocar em um ateliê perto de casa”, diz. Após esse período, ela fez um curso de desenho de Linguagem Arquitetônica, pois, na época, pensava em graduar-se em Arquitetura e Urbanismo. Mas o destino a surpreendeu e levou a artista a rumos completamente opostos. “Acabei prestando letras e psicologia. Depois disso, decidi fazer faculdade de artes plásticas, porque era o que realmente me interessava”, diz.

 

Já na universidade, Irene começou trabalhando com nanquim e aquarela. A artista só teve contato com uma de suas principais técnicas, a tinta a óleo, depois de sua graduação. “Eu frequentei o ateliê da artista Ligia de Franceschi. Foi com ela que aprendi a têmpera, a mexer com o pigmento e a preparar a tela.”

 

Segundo Irene, a técnica existe, primeiramente, dentro da visão de imagem do próprio idealizador da obra. Pelo menos para ela é assim que as coisas acontecem. “Quando tenho uma ideia para o desenho, já sei quais matizes quero usar.” Além disso, ela cita seus dois materiais preferidos para trabalhar: tinta a óleo e tinta acrílica.

 

Com cerca de 10 exposições em seu currículo, a artista cita a mais importante de sua carreira. “Participei da feira Parte, na Arte Infinita Galeria. Escolhi essa, pois o público foi ótimo e estava bem interessado.” Mesmo apaixonada pelo que faz, Irene não vive financeiramente apenas da arte. Ela já atuou em diversas áreas diferentes. “Já fui professora em escolas infantis, fiz ilustrações para brinquedos magnéticos, para revistas e livros infantis e outros trabalhos burocráticos de vez em quando”, diz.

 

Por fim, Irene define a AUTVIS como parte importante na vida de um artista. “Hoje com a internet fica fácil para qualquer um copiar um trabalho ou imprimir uma fotografia. Acho importante a AUTVIS cuidar dos direitos autorais e estar sempre de olho nos seus artistas. Eu só tenho a agradecer por isso.”

 

Para conhecer outras obras de Irene Guerriero, CLIQUE  AQUI.

Autor: Linhas Comunicação

REDES SOCIAIS AUTVIS
 

Agenda

São Paulo

Olá Maurício !

18/07 a 15/12/2020 - Centro Cultural FIESP

Saiba Mais