News

A arte que desvenda o que os olhos não conseguem captar

 ©PHILIP, Tacio / AUTVIS, 2014
Retrato de um Vagalume, 2012

 

 

Diversas paixões, escalada, montanhismo, ciclismo e fotografia fazem parte da vida de TACIO PHILIP SANSONOVSKI, fotógrafo filiado à AUTVIS. Formado em química pela Universidade de São Paulo e Pós-graduado em Fotografia Aplicada pelo SENAC-SP, Tacio é referência no Brasil quando o assunto é macrofotografia. Ele é autor do primeiro livro sobre o tema no país - Macrofotografia e Close-up - Conceitos, Técnicas e Práticas e criador da primeira revista especializada.


A macrofotografia é representada por fotos de pequenos seres, objetos ou detalhes que normalmente passam despercebidos no nosso dia-a-dia. A especialidade de Tacio são insetos e pequenos invertebrados. Segundo ele, esses animais e essa técnica são fontes de aprendizado contínuo: “Eu gosto de aprender e a macrofotografia ensina muito. Seja a paciência para conseguir um clique certo, a técnica mais apurada para ter o resultado como deseja ou apenas o encantamento de ver algo que na maior parte das vezes é imperceptível ao olho nu, estou sempre aprendendo”, afirma.




©PHILIP, Tacio / autvis, 2014
Libélula, 2012
 

 

Tacio se lembra de que a área na qual se especializou sempre esteve presente na sua vida. “Desde pequeno, em viagens para o litoral com meus pais, minha mãe carregava uma câmera compacta, fazia algumas fotos e isso chamou minha atenção. Tanto é que minhas primeiras fotografias foram com essas câmeras”, conta.


Hoje, muitos anos depois, esta arte faz parte integral do dia a dia dele e, mesmo quando está em uma das outras atividades, a câmera está sempre em suas mãos. “Quando estou pedalando ou escalando normalmente é uma compacta, assim diminuo peso e para fazer as fotos cotidianas é muito mais rápido e prático que uma câmera reflex”, afirma Tacio. “No montanhismo, às vezes, levo uma câmera grande, mas só quando vários fatores colaboram, como uma boa previsão do tempo em algum lugar com grandes possibilidades fotográficas. A fotografia macro já é um pouco à parte, quando saio para fazer esse tipo estou focado nela e ponto final.”


De acordo com Tacio, as funções que desempenha são hobbies e alguns são “hobbies remunerados”, como fotografar. Para ele é importante fazer o que se gosta, não por simples ambição. Por isso, sua escolha é sempre desenvolver atividades em que esteja junto à natureza.



Revelando detalhes


Apesar de ter nascido e morar na cidade de São Paulo, Tacio não é nada urbano e não gosta da “selva de pedra”. A natureza é o local onde recarrega as baterias para suportar o intervalo que passa na cidade. A macrofotografia é uma das grandes responsáveis por fazer essa aproximação. “Eu comecei com retratos de natureza e aos poucos fui querendo me aproximar dos temas para conseguir detalhes. Chega uma hora que você percebe que o equipamento que você tem e a técnica que está usando não são suficientes para capturar algo menor, ai você começa a entrar na macrofotografia. E eu mergulhei de cabeça”, conta.


O fotógrafo ainda revela que para uma fazer uma boa macro, o foco deve estar na captação antes mesmo de sair para a sessão. “Raramente faço um simples "passeio" onde faço macro, na maioria dos casos, dias antes da saída para macro já estou me concentrando,” afirma ele. Tudo isso, para conseguir uma fotografia que agrada quem tira e consegue transmitir a mensagem correta.   

 


©PHILIP, Tacio / AUTVIS, 2014
Borboleta, 2014
 


Essa concentração e foco são importantes para a qualidade de trabalho. Tacio ressalta que nenhum equipamento faz foto sozinho e ressalva a importância da AUTVIS “A AUTVIS é importante por defender os direitos do fotógrafo. A maioria das pessoas não imagina o caminho que uma pessoa leva até o momento do clique. Por trás de uma única imagem estão todos os cursos que fez, os livros que leu, todos os cliques passados e suas experiências vividas”, diz. Assim ele se sente tranquilo para continuar mostrando às outras pessoas muitas coisas que elas não estão acostumadas a ver ou conhecer.

 


PARA VER MAIS OBRAS DO FOTÓGRAFO CLIQUE AQUI

 

Autor: Linhas Comunicação

REDES SOCIAIS AUTVIS
 

Agenda

São Paulo

Olá Maurício !

18/07 a 15/12/2020 - Centro Cultural FIESP

Saiba Mais